Posts Visionários
Estou revisando meu blog e separando os posts que acho que foram visionários sobre política ou mudanças sociais. Estou em fevereiro de 2006

24 de fevereiro de 2006

Tá aí mais um registro das religiões negando o perdão e a evolução da alma, da deteriorização que viria a transformá-las em instrumento de ódio.

7 de fevereiro de 2006
Um registro interessante do crescimento do fascismo em parte porque quem o rejeitava acaba lhes dando eco além de, em sua ira, se mostrarem homofóbicos e ignorantes sobre a essência do fascismo, achando que era, por exemplo, socialista.
A pessoa no post pode ter votado em Bolsonaro…

5 de fevereiro de 2006
“Se os religiosos não se mobilizarem suas crenças se transformarão em mensagens de ódio” - Era o que esse post já procurava alertar…

5 de fevereiro de 2006
Não é um post visionário, mas é um registro de que fomos influenciados pelo ódio terrorista de uma “extrema direita” que foi nos ludibriando para mergulhar no medo e na raiva.

14 de janeiro de 2006
Um registro do conflito social entre as camadas que intensificaria a polarização

15 de dezembro de 2005
Sobre as origens da polarização pela falha ao nos encontrarmos com a diversidade humana.

2 de dezembro de 2005
"Não lhe parece que os países terminaram uns 20 anos atrás e o que define nossos rumos é a busca de lucros corporativos?”

11 de dezembro de 2005
"A evolução nos empurra para a adaptação ao meio. Se o meio está doente nos adaptamos à doença..."

5 de dezembro de 2005
“Olha, esse negócio de opiniões emocionais e acaloradas normalmente não dá certo. Assim como o estado devia ser laico (religião separada de nação) as opiniões deviam ser racionais. Emoção facilmente leva a razão a inventar motivos para acatar o que decidimos por ódio ou amor.”

22 de novembro de 2005
O sonho é de um amigo, mas a interpretação é minha e acho que mostra bem o começo do colapso cognitivo qu nos tornou vulneráveis às fakenews: nos alienávamos e, repentinamente, fomos obrigados a participar.

25 de novembro de 2005
Eu já avisava que a convulsão que assolava a França estaria a caminho do Brasil e apontava a causa: A divisão da população entre pobres estigmatizados como bandidos e privilegiados.

16 de novembro de 2005